segunda-feira, 23 de março de 2009

MONARQUIAS NACIONAIS

Hoje vou não postar um resumão, até pelo adiantado da hora, mas, na verdade pequenos tópicos.


Assim como em todo processo histórico, não podemos pensar em algo instantâneo e homogêneo. Desta forma a formação dos Estados Nacionais foi um processo lento e gradual, em decorrência, principalmente, do renascimento comercial e urbano e da crise do feudalismo, além do gradual aumento do poder real.
Estabeleceu-se então, uma aliança entre reis e burguesia, afim de propiciar a formação dos Estados Nacionais , que era de interesse de ambos os grupos. Para tal, era preciso organizar uma burocracia política e administrativa e um exército nacional, tarefa que seria financiada, por meio de impostos, pelos ricos banqueiros e comerciantes, interessados na unificação, afinal cada região mantinha pesos, medidas, moedas, tributos, leis e taxas diferenciadas, servindo de entrave para o capitalismo nascente.

Neste processo, decerto que não foi respeitado grande parte dos costumes e tradições da população. Havia então, a necessidade de ser desenvolvido um novo conjunto de valores culturais e ações geopolíticas que legitimassem a nova ordem estabelecida. Dessa forma, os Estados Nacionais procuraram definir seus territórios, promover a criação de símbolos nacionais, criar uma única moeda, estabelecer uma língua oficial, dentre outras medidas...

A centralização do poder nas mãos do reis, nos Estados Modernos europeu, vai propiciar o surgimento dos Estados Absolutistas, onde a autoridade máxima era representada pela figura do rei, que governava sob “orientação divina”, e que tinha sua legitimação através de teóricos como Hobbes e Maquiavel.

Já sabemos que não houve homogeneidade na formação dos Estados Nacionais, e que é resultado sim, de um processo longo e gradual, mas, se tivermos que demarcar um momento para a consolidação dos Estados de Portugal, Espanha, França e Inglaterra, seria:

Estado Nacional Português
Monarquia Nacional Portuguesa tem início em 1385, após a revolução burguesa que coloca no trono o rei dom joão i, da dinastia avis - a vitória da revolução de avis foi também a vitória da burguesia portuguesa sobre a sociedade agrária e feudal que dominava o país. Após a revolução, o rei d. joão apoiado pela burguesia, centralizou o poder e favoreceu a expansão marítimo-comercial portuguesa

Estado Nacional Espanhol
Na Espanha, a consolidação da monarquia acontece em 1492, após o casamento dos reis católicos Fernando de Aragão e Isabel de Castela e a conquista de granada, antes ocupada pelos árabes.


Estado Nacional Francês
O Estado Francês se consolidou após a vitória sobre a Inglaterra na “Guerra dos cem anos” e tem na figura do Rei Luis XIV ( Rei Sol) seu maior representante.

Estado Nacional Inglês
A guerra civil conhecida como guerra das duas rosas, logo após a derrota para a França na “Guerra dos cem anos”demarca o início do Estado Nacional Inglês.



Lembrando que o território que hoje é a Itália e a Alemanha só iria se unificar alguns séculos depois.


Abraços e bons estudos.

9 comentários:

  1. Ufaa..!!Ainda bem professor, já estava preocupaa em não ter esse assunto aqui no blog..! Brigadão..!!

    ResponderExcluir
  2. vlw continua postando aee num para nao xD

    ResponderExcluir
  3. brigadao ae professor muito bom o resumo

    ResponderExcluir
  4. muuuito bom o resumo ! Obrigada !

    ResponderExcluir
  5. VLW TEACHER PLO RESUMINHO BASIC BRGDO

    ResponderExcluir
  6. eu quero saber a conclusão e o conteudo ????

    ResponderExcluir